A República Italiana é dividida em Regiões (Regioni), que por sua vez são divididas em Províncias (Provincie) e estas em Municipios (Comuni). As Regiões são entidades autônomas, portanto com independência política, jurídica, legislativa e administrativa, como estabelecido pela constituição, nunca em contraste com as leis do Estado.

Cosenza - Calabria
A cidade fica a 238 m. de altitude na confluencia dos rios Busento e Croti, no vale entre Sila e as montanhas costeiras. Uma vez colonizada a Bruzii itálica, foi submetida a Roma em 204 AC. De acordo com a tradição, o Rei Alaric dos visigodos morreu em 410 DC. e foi enterrado junto com seu tesouro no leito do Busento. Após a queda do Império, Cosenza foi regida pelos Godos, Bizantinos e Lombardos e, durante 10 séculos, frequentada por Sarracenos. Em meados do século XI, foi conquistada pelos Normandos e tornou-se o Reino da Sicilia. Enfin tornou-se parte da Itália em 1860.

A cidade se estende pelas encostas do Monte Pancrazio nas margens direitas do rio Busento, caracterizada por tortuosas ruas, e uma área moderna, construida nos planos do outro lado do rio.

Os monumentos incluem: o Domo (Romanesco, Século XII), com a rica tumba de Isabella d'Aragona, a igreja de S. Domenico (Século XV com adições do Século XVIII), a Igreja de S. Francisco de Paola (Século XVI, com adições mais recentes), a Igreja e o Monastério de S. Francisco d´Assisi (Séculos XIII e XV), o Castelo no topo do Monte Pancrazio, originalmente construído no Século X.

A economia da cidade ainda é parcialmente baseada em produtos agrícolas das imediações rurais, a qual é um importante mercado, igualmente importante são as atividades relacionadas à administração local e cultura (Universidade da Calábria). Indústria não é muito desenvolvida, com poucas unidades fabris, geralmente em pequena escala, suprindo de materiais de construção, textil, papel e processamento de madeira.

Eventos
Exposições de produtos típicos calabreses, Festas tradicionais calabresas (cada 2 anos, na primavera), Premio Sila de literatura e arte.

Pessoas famosas
Aulo Giano Parrasio (humanista, 1470-1521), Bernardino Telesio (filósofo, 1509-1588), Francesco Saverio Salfi (filósofo, 1759-1832), Giuseppe Spiriti (cientista e economista, 1757-1799).

Instituições culturais
Academia Cosentina, Arquivos do Estado, Biblioteca Civica, Museu Civico, Museu dei Vigili Urbani, Universidade da Calabria, Teatro "Rendano".




 
 © 1991-2012 a